sexta-feira, 19 de maio de 2017

FORA DA CAIXA


Primeiro as merecidas formalidades: agradecemos ao Diário de Notícias e ao La Vie, parceiros deste projeto. O primeiro disponibilizou-nos o suporte de divulgação. O segundo agraciou as participações. Duas faces do reconhecimento de que os estudantes da RAM seriam capazes de partilhar as vivências das suas Escolas, sob diversas formas e com a qualidade exigida para ocupar mais de 100 páginas do DN.

Valeu a pena. O responsável pela pasta da Educação não consegue ficar indiferente ao que aconteceu, mesmo sabendo que não contou para nota, que não garantiu boas classificações finais, que não deu lugar nos rankings. Basta-lhe saber da participação motivada dos estudantes, do empenho qualificado dos professores, da atenção das escolas. Não é coisa pouca.

O desafio inicial do Ponto e Vírgula era que os estudantes pensassem fora da caixa. Isto é, sentissem, interpretassem e transmitissem a Escola para além do óbvio, acima da rotina, distante das formalidades. Tendo a firme convicção de que as Comunidades Educativas ganharam com a experiência, alimentamos a certeza de que também ganhou a Sociedade Madeirense, que acedeu a uma Escola que não conhecia.

Ganhamos todos? Sim, mas ... É preciso dar continuidade, elevar níveis de participação, melhorar intervenções, ambicionar novos portos que serão novos pontos de partida para outros sonhos. A exigência que nos foi colocada e levou à criação de um Suplemento específico para as escolas de 3.º ciclo demonstra que esses outros sonhos são também alcançáveis. Na mesma proporção da impossibilidade de nos esquecermos do que foi feito em dois anos de Ponto e Vírgula.

Secretário Regional de Educação
Jorge Carvalho

Sem comentários:

Enviar um comentário