sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Um anfitrião afável num paraíso de mil encantos

Alunos da Escola Jaime Moniz visitam a Quinta Vigia

 Quinta Vigia, um lugar onde predomina a natureza, a pureza, o espírito, o realismo do século XVII e onde tudo aos nossos olhos parece surreal. Um lugar acolhedor e de facto de uma beleza incrível: jardins que parecem imutáveis e horizontes que parecem intermináveis.

Quando nascera, tinha o nome de Quinta das Angústias, pois lá havia sido construída uma capela que, por sua vez, invocava Nossa Senhora das Angústias. Esta Quinta foi para muitos um lar, e para outros um local milagroso, onde era possível curar a tuberculose. Mais tarde, passa a denominar-se de Quinta Lambert, depois de ser adquirida pelo Conde Alexandre Lambert, e pouco tempo depois volta a ter o nome de Quinta das Angústias quando adquirida novamente por um madeirense em 1903.

Mais tarde a 2 de Maio de 1984 foi restaurada e inaugurada como Residência Oficial do Presidente do Governo Regional da Madeira, Dr. Miguel Albuquerque, que nos surpreendeu com a sua presença durante a nossa visita de estudo à Quinta Vigia, organizada pela Professora Sandra Martins, no passado 14 de Dezembro. O próprio presidente a elucidar-nos, de forma simples e informal, do historial deste imóvel que é património da Região.
 O convívio com o Senhor Presidente Miguel Albuquerque foi de facto excelente, pois é uma pessoa excecional que nos contagia a todos com a sua sabedoria e boa disposição. Inúmeras emoções se refletiram em nós perante a beleza e a graciosidade da mesma Quinta e do seu gentil anfitrião, que sem dúvida nos marcou.

Pelas 16h00, o  Senhor Presidente Miguel Albuquerque fez questão de nos oferecer um lanche, uma cortesia inigualável e imprevista, que decorreu por entre os tão belos jardins da Quinta Vigia, para nós uma das melhores paisagens também sobre a nossa Pérola do Altlântico.
Uma visita de estudo que culminou num encontro distinto e afável pelo anfitrião que nos recebeu e esclareceu e pela beleza ímpar que envolve um espaço que mora dentro da cidade e que talvez não seja ainda do conhecimento adequado de todos. Convida-se, pois, os madeirenses a contemplarem a infinita beleza da Quinta Vigia.


Margarida Nóbrega

Sem comentários:

Enviar um comentário